Karin com Você
Você está Lendo
O que é fast fashion e porque ele é tão prejudicial ao planeta?
0

O que é fast fashion e porque ele é tão prejudicial ao planeta?

Você sabe o que é fast fashion e quais são os impactos que ele causa no planeta? Você sabia que as peças feitas através desse meio de produção duram apenas 5 lavagens e 35 dias?

O termo, que em tradução literal significa “moda rápida”, se refere à fabricação em massa de roupas, sapatos e acessórios. Com qualidade baixa e muitas vezes com o uso de mão de obra escrava, os produtos costumam ser baratos e com pouca durabilidade.

Como resultado deste meio de produção, hoje a moda se tornou a segunda indústria que mais polui o planeta, ficando atrás apenas da indústria do petróleo.

Nesse artigo, você vai entender o que é fast fashion, como ele surgiu, quais são os impactos negativos gerados e o que fazer para combater o problema. 

O que é fast fashion?

Antes de saber o porquê devemos parar de comprar roupas em lojas fast fashion, é importante compreender o significado do conceito.

Há uns anos atrás, talvez no tempo de nossos avós, comprar roupas era um evento ocasional. Isto é, acontecia algumas vezes por ano, geralmente quando as estações mudavam ou as roupas ficavam velhas. Contudo, há cerca de 20 anos, o ato de comprar roupas, sapatos e acessórios mudou drasticamente.

Afinal, até os anos 60 e 70, se você quisesse uma peça de roupa nova, você teria que ir até um alfaiate, costureiras e até mesmo a modistas. Lá você encomendava uma peça única e exclusiva feita sob medida. Comprar em lojas prêt-à porter como Yves Saint Laurent e Christian Dior, era sinônimo de luxo, e somente os ricos tinham esse privilégio.

Em contrapartida, a partir dos anos 90, as roupas ficaram mais baratas e os ciclos de tendências aceleraram. Como resultado, comprar deixou de ser uma necessidade para virar um hobby e até mesmo, um vício.

No início, as lojas de fast fashion promoveram uma verdadeira revolução na indústria e no mundo. Isso porque se vestir bem e ‘estar na moda” se tornou algo acessível a todos, e não apenas para alguns ricos e milionários.

Então, em 2013, o mundo passou por um choque de realidade quando o complexo de fabricação de roupas Rana Plaza em Bangladesh entrou em colapso, matando mais de 1.000 trabalhadores. 

Foi neste momento que os consumidores e o mundo da moda realmente começaram a questionar o fast fashion e a se perguntar o verdadeiro custo daquelas camisetas de US 5. 

Em 2021, 40 mil toneladas de lixo provenientes de lojas localizadas na Europa e EUA foram encontradas no Deserto do Atacama, mais uma vez chocando a sociedade e levando a seguinte reflexão:

Até quando continuaremos contribuindo com essa indústria?

O Que É Fast Fashion E Porque Ele É Tão Prejudicial Ao Planeta?
Fonte: Exame (MARTIN BERNETTI/Getty Images)

Afinal, o que é Fast Fashion?

Em tradução literal, fast fashion significa moda rápida e se refere a peças como roupas, sapatos e acessórios baratos e de péssima qualidade. Assim, o fast se refere à alta produção de peças e roupas cuja fabricação excessiva tem como finalidade atender aos desejos de consumo imediatistas.

Na prática, isso significa que as lojas produzem o máximo de peças possíveis no ano, e estão sempre lançando novas coleções. 

Uma das consequências disso é o descarte dos itens que não foram vendidos, aumentando assim a quantidade de lixo e dejetos no planeta.

O Que É Fast Fashion E Porque Ele É Tão Prejudicial Ao Planeta?

Principais características de uma loja Fast Fashion

  • Milhares de peças com estilos diferentes, atendendo assim a todos os tipos de gostos.
  • Tempo extremamente curto entre o momento em que uma tendência ou peça de roupa é vista na passarela ou na mídia e quando chega às prateleiras.
  • Fabricação offshore, onde a mão de obra é mais barata, com o uso de trabalhadores com baixos salários, sem direitos ou segurança adequados e cadeias de suprimentos complexas com pouca visibilidade além do primeiro nível.
  • Uma quantidade limitada de uma determinada roupa – Com novos estoques chegando à loja a cada poucos dias, os clientes sabem que se não comprarem algo de que gostam, provavelmente perderão a chance.
  • Materiais baratos e de baixa qualidade, como o  poliéster , que fazem com que as roupas se degradem e sejam jogadas fora depois de pouco tempo.

Qual é o impacto do fast fashion no planeta?

O impacto do fast fashion  no planeta é imenso. Dentre eles esta o uso de tintas têxteis tóxicas e baratas – tornando a indústria da moda o segundo maior poluidor de água potável em todo o mundo, depois da agricultura. 

O uso de tecidos baratos também causam danos irreparáveis à natureza, sendo o poliéster um dos mais danosos. Afinal, ele é derivado de combustíveis fósseis, contribui para o aquecimento global e pode liberar microfibras que aumentam os níveis crescentes de plástico em nossos oceanos.

A velocidade com que produzem as peças também significa que cada vez mais roupas são descartadas pelos consumidores, criando enormes resíduos têxteis. Só na Austrália,  mais de 500 milhões de quilos de roupas acabam em aterros sanitários todos os anos.

Além do custo ambiental o fast fashion também tem um custo humano muito alto.

A moda rápida causa impacto nos trabalhadores do setor de confecções que trabalham em ambientes perigosos, por baixos salários e sem direitos humanos fundamentais. 

Mais abaixo na cadeia de abastecimento, os agricultores podem trabalhar com produtos químicos tóxicos e práticas brutais que podem ter impactos devastadores em sua saúde física e mental, uma situação destacada pelo documentário The True Cost .

O Que É Fast Fashion E Porque Ele É Tão Prejudicial Ao Planeta?
Fonte: Diferencial

Fast fashion: o que fazer para resolver o problema?

Depois de tudo que vimos até aqui, fica claro e evidente a necessidade de mudarmos nossos hábitos de consumo o quanto antes. Sendo assim, se você quer ser um consumidor ou consumidora consciente, um dos primeiros passos é parar de comprar em lojas fast fashion.

Veja então 3 dicas para você mudar os seus hábitos de consumo.

1. Compre menos

 Como já disse a estilista britânica Vivienne Westwood, “ compre menos, escolha bem e faça durar ”.

Comprar menos é o primeiro passo para se tornar uma consumidora mais consciente. Em uma sociedade consumista, sem dúvida este é um grande desafio.

Neste cenário, uma das atitudes mais importantes que você pode tomar é evitar comprar por impulso. Assim, antes de fazer uma compra reflita se você realmente precisa daquela peça e se, de fato, irá usá-la.

2. Reaproveite as roupas que você já tem

Reutilizar as  roupas que você já possui é uma forma interessante de renovar o seu guarda-roupa sem precisar comprar nada novo.

  Assim, por que não transformar aquela calça jeans velha em uns shorts, por exemplo? Nesse sentido, tanto o upcycling quanto a customização são ótimas alternativas para renovar aquela peça que estava parada no seu armário.

  • Não deixe de ler Upcycling na moda: O que é e como você pode aderir a tendência no seu dia a dia!

 3. Prefira marcas slow fashion

Se fast fashion significa “moda rápida”, slow fashion quer dizer “moda lenta” Assim, ele é um modelo que propõe uma maior valorização da cadeia de produção, respeito ao meio ambiente e à cultura local.  

Em outras palavras, as marcas que adotam esse meio de produção dão mais atenção às pessoas que criam as roupas, além do maior cuidado com a natureza.

Além disso, as peças produzidas pelo slow fashion tem alta durabilidade e não geram impacto negativo no planeta.

Enfim, estas são algumas dos principais impactos do fast fashion na sociedade e no mundo. Sendo assim, mais do que nunca, mudanças em nossos hábitos de consumo se mostram urgentes e fundamentais para a sobrevivência da terra.

Gostou do artigo? Então, dê uma olhada em todas as dicas de moda e estilo e aproveite e siga também a Karin Matheus no Instagram para mais dicas de empoderamento, moda, estilo e sustentabilidade!